Blog por Marcia Denardin

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Tudo o que rolou no XVII Congresso sobre EM

Olá pessoal,

Hoje eu trouxe pra gente a entrevista que fiz com o querido amigo e colaborador do programa que tenho na Rádio Guarathan, o neurologista Ricardo Pereira Gonçalves. Neste papo que tivemos hoje de manhã, ele trouxe informações sobre atrofia cerebral, gravidez e esclerose, o novo protocolo sugerido pelo BCTRIMS e muito mais. E pra que todas as informações ficassem completinhas, contamos com a participação de três médicas muito competentes, a Dra Juliana Santiago neurologista do Centro de Investigação de Esclerose Múltipla da UFMG em Belo Horizonte; a Dra Raquel Vassão Araújo neurologista da Unidade de Neuroimunologia Clínica e Doenças Raras do Hospital Therezinha de Jesus em Juiz de Fora MG e a Dra Gabriela Joca Martins neurologista do Centro Integrado de Assistência ao Paciente de Esclerose Múltipla do Hospital Geral de Fortaleza.
Desde já agradeço todo o carinho e dedicação de todos eles e a disponibilidade de trazerem todas as informações de forma clara pra todos nós.

Então vamos lá, é só apertar o play!

Um beijo, e até mais!


8 comentários:

  1. Que bênção Deus me proporcionou de ser assistida por gente tão comprometida e competente como Rodrigo Kleipaul e Juliana Santiago.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por isso, obrigada pelo comentário. Um abraço!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Realmente, excelentes as notícias, um abraço!

      Excluir
  3. Não vejo melras no atendimento PIS onde se é uma ambulatório que só atende uma vez por semana e os pacientes sabem que estão sem ter aquém procurar, onde tem que madrugar para conseguir uma vaga onde não se tem exames onde se tem a certeza se te. EM ou não como se é um centro de distribuição de medicamentos de alto custo onde ninguém que depende disto fica bem.

    ResponderExcluir
  4. Não vejo melras no atendimento PIS onde se é uma ambulatório que só atende uma vez por semana e os pacientes sabem que estão sem ter aquém procurar, onde tem que madrugar para conseguir uma vaga onde não se tem exames onde se tem a certeza se te. EM ou não como se é um centro de distribuição de medicamentos de alto custo onde ninguém que depende disto fica bem.

    ResponderExcluir